Bendita e bem aventurada a nação cujo Deus é o Senhor Presidente da Zâmbia decreta jejum pelo país

O presidente Edgar Lungu convocou a sua nação à oração

O presidente Edgar Lungu convocou a sua nação à oração

O presidente de Zâmbia, Edgar Lungu, tomou uma decisão inédita, e para muitos considerada absurda: pedir ajuda ao Criador para o seu país vencer a crise econômica. A atual situação que tem se abatido sobre diversos países também chegou à África.

O governo zambiano constatou o crescimento da inflação e a desvalorização da moeda nacional (kuatcha) foi de quase 45% frente ao dólar. Ademais, o cobre sofreu uma queda brusca no preço de mercado. O metal é considerado uma das principais fontes da receita nacional e responsável por cerca de 70% das exportações.

A resposta de Edgar Lungu, presidente da Zâmbia, foi inédita e gerou grande polêmica. Ele está pedindo ajuda de Deus. Em colaboração com várias igrejas do país, decretou que o domingo passado (18), seria um dia de oração e jejum nacional.

Diante de mais de 5 mil pessoas, ele afirmou em discurso: “Nosso Deus ouviu as nossas orações. Ele já perdoou os nossos pecados e temos certeza de que irá curar a nossa nação, que enfrenta graves problemas socioeconômicos. Vocês sabem que Deus é amor e peço que cada um faça o seu melhor e deixe o resto nas mãos de Deus”.

Na Zâmbia, cerca de 85% da população é cristã, mas nem todos gostaram da postura do presidente. O chefe tribal Ntamdu, líder da província do norte, chamou os governantes de “idiotas”. Ele questionou: “Orar e jejuar para quê? Para que aconteça algum milagre econômico? Por acaso foi Deus que causou este sofrimento todo às pessoas, para que agora possa reverter a situação?”.

“Deus é um Deus de milagres e, se pedirmos, Ele nos abençoará e o kwacha será restaurado à sua antiga força e os preços dos bens devem novamente ir para seus antigos patamares”, disse o bispo Simon Chihana, presidente da Sociedade Internacional de Igrejas Cristãs na Zâmbia, em entrevista à Agência France Presse.

“Vamos orar a Deus para ter misericórdia de nós. Deus fez isso antes e Ele pode fazê-lo novamente”, acrescentou.

Fonte:MP

Deixe uma resposta